01/11/2018

Drone é utilizado para monitorar obra do Cais de Atalaia, localizado no Porto de Vitória/ES

Há cerca de seis meses, a equipe da Concremat responsável pelo gerenciamento das obras do Cais de Atalaia, no Porto de Vitória/ES, passou a usar equipamento de drone com o objetivo de registrar o avanço das obras e agregar tecnologia ao processo de fiscalização já existente. A iniciativa partiu do engenheiro de planejamento Fernando Lírio.

“O drone permite o acompanhamento sistemático do avanço físico do empreendimento, a identificação de interferências em locais de difícil acesso e a visualização da obra de forma macro e em diferentes ângulos, possibilitando uma melhor tomada de decisão nas situações de alternativas de melhorias de projeto”, explica Lírio.

A utilização do drone modelo Phantom 4 Advanced surgiu da necessidade de evidenciar junto ao cliente CODESA, à Secretaria Nacional de Portos (SNP) e demais órgãos envolvidos na fiscalização e no repasses de recursos o avanço real das frentes de trabalho, garantindo um detalhamento visual até então inexistente.

“Atualmente, constatamos uma ampla aceitação e um alto grau de satisfação de todos os envolvidos”, comenta Lírio, acrescentando que é preciso observar a legislação no uso de drones, principalmente no que trata da obrigatoriedade de o equipamento e o operador estarem cadastrados na ANAC e o respeito ao limite de 120 metros de altura para voo.

A obra do Cais de Atalaia, iniciada em 2014 e que atualmente encontra-se com 92% de avanço físico, tem o objetivo de modernizar e dinamizar o complexo portuário de Vitória/ES. Antes do início das obras, o Cais de Atalaia operava somente com granéis líquidos. Após a sua conclusão, o cais se tornará multiuso, passando a ter uma extensão de 264 metros e 20 mil metros quadrados de retroárea. A conclusão da obra está prevista para março de 2019.

Clique aqui para conhecer outros trabalhos desenvolvidos pela Concremat na área de transportes.