21/09/2021

Desenvolvido pela Concremat Ambiental, aplicativo GeoFlora utiliza georreferenciamento para cadastro de espécies, garantindo mais agilidade no processo e confiabilidade das informações

Criado internamente pela equipe da Concremat Ambiental, o aplicativo GeoFlora utiliza o georreferenciamento para o cadastro in loco de espécies vegetais, de forma totalmente digital – aumentando a confiabilidade das informações registradas e agilizando o processo de cadastramento. O registro é realizado através de uma ficha individual de descrição preenchida pelo usuário, associada à sua localização. Finalizada, a ficha do registro é transmitida, caso haja conexão com a Internet, ou guardada para transmissão posterior. O cadastro alimenta o banco de dados georreferenciado, disponível em tempo real. Desta forma, o GeoFlora contribui para mitigar os danos causados pela atividade de supressão vegetal.

A supressão da vegetação é uma atividade que, muitas vezes, se faz necessária para a implantação das estruturas físicas de um empreendimento. De forma a minimizá-la, a primeira ação se dá no âmbito da seleção da melhor alternativa locacional, que é aquela que considera, entre outros aspectos, a menor área de supressão da vegetação. Ademais, a depender do tipo de empreendimento, são elaborados e executados programas ambientais que visam à mitigação dos impactos decorrentes do corte da vegetação nativa.

O Programa de Supressão de Vegetação (PSV), por exemplo, estabelece técnicas e procedimentos adequados à atividade de supressão vegetal e propõe medidas objetivando a redução de impactos ao componente vegetal e o aproveitamento dos recursos florestais. Algumas dessas técnicas estão relacionadas ao direcionamento da queda das árvores e retirada de cipós que se encontram em algumas delas, visando à redução dos impactos associados a essa derrubada. Este programa é, portanto, um instrumento de apoio ao corte de vegetação e destinação do material lenhoso suprimido e que tem como premissas a segurança dos trabalhadores envolvidos na atividade e a minimização dos impactos ambientais decorrentes da intervenção para instalação do empreendimento.

Ainda visando minimizar os impactos decorrentes das atividades de supressão da vegetação, o Programa de Resgate de Germoplasma (PRG) tem como objetivo geral a conservação dos recursos genéticos vegetais da área diretamente afetada pela supressão vegetal através do resgate e salvamento de germoplasma, com foco principal na realocação de exemplares de espécies da flora ameaçada de extinção.