18/09/2020

CONCREMAT SE MANTÉM COMO 3ª EMPRESA DE ENGENHARIA MAIS INOVADORA DO BRASIL

Pelo quarto ano consecutivo, a Concremat foi eleita a terceira empresa mais inovadora do país na categoria Construção e Engenharia do ranking Valor Inovação Brasil – sendo a única de engenharia consultiva entre as top 5. No ranking geral, a Concremat ficou em 71º lugar, subindo 7 posições em relação ao levantamento do ano passado.

A pesquisa, que está em sua sexta edição e é promovida pelo jornal Valor Econômico e pela consultoria Strategy&, do grupo PwC, avalia as 150 empresas que mais investem em inovação no Brasil. Além do ranking geral, a análise identifica o grau de inovação das companhias por segmentos de atuação, num total de 23 setores avaliados em 2020. Participam do levantamento apenas companhias com mínimo de 5% de capital privado e receita líquida mínima de R$ 500 milhões.

Neste ano, 214 empresas se inscreveram no levantamento e responderam o questionário elaborado pela organização do ranking, sendo 37 inéditas. A maior parte das participantes (86%) tem faturamento acima de R$ 1 bilhão. As análises são norteadas pelo conceito de inovação adotado para a pesquisa, que busca identificar as ideias e iniciativas que criam valor para as empresas por meio de novos produtos, processos, modelos de negócios e serviços. Os 5 critérios utilizados para fazer a avaliação das empresas, baseados nesse conceito, foram intenção estratégica de inovar; esforço e recursos alocados; resultados obtidos, tanto em termos gerais quanto específicos; citações entre as próprias participantes; e patentes registradas pela empresa junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) no respectivo ano.

Em reportagem publicada na revista especial do ranking, o presidente executivo da Concremat, Mauro Viegas Neto, afirmou que investir pesado em inovação não é uma tarefa simples e que requer que se façam ajustes nas diretrizes e nas políticas estratégicas que levem à inovação. Mauro contou que o passo inicial para isso, na Concremat, foi reduzir processos internos e burocracias nas políticas e na gestão do portfólio de inovação para ampliar o tempo e a atenção dos colaboradores na experimentação, em busca de resultados e escala.

O executivo ressaltou ainda que a empresa fortaleceu capacidades e metodologias visando a uma maior agilidade nas pequenas equipes multidisciplinares encarregadas de desenvolver projetos de forma autônoma: “Nossos sistemas de squads tiveram desempenho acima de nossa expectativa, o que gerou uma aceleração no desenvolvimento dos projetos em curso”.

A reportagem destaca ainda que algumas iniciativas da Concremat receberam maior atenção – como o novo modelo de gerenciamento para projetos e obras, serviço que corresponde a mais de 70% da receita da companhia. Batizada de “Gerenciamento 4.0”, a nova forma de desempenhar o serviço combina digitalização, desenvolvimento comportamental e adoção de processos especializados.

“Essa renovação da forma de oferecer e desempenhar o gerenciamento é um movimento liderado pela Concremat, que impactará o mercado de engenharia consultiva no Brasil, aumentando a qualidade dos serviços de gerenciamento e fiscalização, otimizando os resultados e o valor agregado neste mercado. Temos certeza de que, com esse projeto, traremos grandes benefícios aos investimentos em engenharia e infraestrutura no Brasil, influenciando para melhor a capacidade da engenharia brasileira”, disse Mauro.

Clique aqui para ver a análise completa do ranking geral e dos 23 rankings setoriais.

Clique aqui para ler a reportagem completa sobre o ranking de Construção e Engenharia.