03/11/2021

Concremat Ambiental executa programas de monitoramentos para conservação de rapinantes e sinalizadores para avifauna

Monitoramentos de fauna são programas usualmente exigidos pelos órgãos ambientais para mensuração e mitigação dos impactos sobre as comunidades faunísticas durante a implantação e a operação de empreendimentos. Alguns destes monitoramentos podem ser focados em grupos faunísticos específicos. A necessidade de desenvolver tais programas está relacionada aos impactos aos quais as populações de determinado grupo de espécies podem estar sujeitas quando da implantação e operação de um empreendimento. Tais impactos podem ser mais ou menos significativos para um determinado grupo, a depender da tipologia do empreendimento.

Programas focados na instalação de sinalizadores para avifauna tornaram-se exigências dos órgãos ambientais nos últimos anos, para empreendimentos de linhas de transmissão, a partir da instrumentalização por instruções normativas a nível federal. Esse tipo de empreendimento afeta diretamente a avifauna, que pode colidir com os cabos de alta tensão – em especial, cabos de menor calibre como o para-raios e OPGW – e vir a óbito, uma vez que representam um obstáculo novo que pode não ser visto durante o voo, a tempo de permitir o desvio. Algumas espécies são particularmente susceptíveis a colisão, tais como aquelas gregárias, ou seja, que se deslocam em bando, migratórias e rapinantes: apesar de enxergarem muito bem, elas não conseguem desviar em tempo hábil devido à velocidade do voo. Para mitigar esse impacto, são instalados sinalizadores de avifauna – artefatos para tornar o cabo mais visível para as espécies.

Esse tipo de monitoramento costuma incluir uma fase preliminar de identificação das áreas de ocorrência dessas espécies ao longo do traçado das linhas de transmissão – em geral, grandes alagados. Em seguida, procede-se à instalação dos sinalizadores e, posteriormente, monitora-se a sua eficiência.

Outro programa específico, também focado na avifauna, é o monitoramento de conservação de rapinantes (aves de rapina). Esse tipo de programa, tamanha a sua especificidade, é proposto em condições muito particulares e soma a possibilidade de impacto da colisão das espécies com a linha de transmissão e a ocorrência de ambientes muito preservados, com alta concentração de rapinantes florestais no traçado do empreendimento. Essas espécies, localizadas no topo da cadeia alimentar, são extremamente importantes para o ecossistema e precisam de atenção especial dada a possibilidade de afetação dos índices populacionais decorrentes do seccionamento de florestas e choque com linhas de transmissão.

O time da Concremat Ambiental desenvolve estes programas com excelência, nas mais diversas condições fitofisionômicas e paisagísticas, desde áreas savânicas a florestais, promovendo metodologias de análise específicas voltadas à mitigação assertiva dos impactos identificados no empreendimento. Este diferencial analítico permite um retorno efetivo em prol da conservação das espécies da fauna monitoradas, possibilitando a identificação e a mitigação dos impactos de maneira mais eficaz. Ainda, quando oportuno, promove parcerias com a academia, contribuindo para a construção de panoramas mais realistas sobre os impactos sobre a fauna no contexto do licenciamento ambiental.