Faça sua busca por palavra-chave ou use os filtros

Gasoduto Rota 3

Ao longo de dois anos – de dezembro de 2018 a dezembro de 2020 –, a Concremat foi responsável pela construção e pela montagem eletromecânica do trecho terrestre do gasoduto Rota 3, da Petrobras, através de contrato EPC. O trabalho foi desenvolvido em conjunto com a Encalso Construções, no consórcio GTR-3.

Com 48 km de extensão e tubulação de 22’’ e 24’’ de diâmetro, o novo gasoduto interliga as áreas do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos ao antigo Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, atualmente chamado de Polo Gaslub. O projeto do Rota 3 contribui em grande escala para o desenvolvimento econômico do país, uma vez que amplia a capacidade de exportação de gás natural das áreas produtoras do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos (PPSBS) em cerca de 17,8 milhões m³/dia, viabilizando uma nova rota de escoamento do gás natural não-processado associado à produção do petróleo do PPSBS, chegando até a Unidade e Processamento de Gás Natural do Polo Gaslub.

As atividades desempenhadas pelo GRT-3 compreenderam execução dos serviços de análise de consistência de projeto básico fornecido pelo cliente; elaboração do projeto executivo; fornecimento de materiais; construção; montagem e comissionamento, incluindo as estações de válvulas.

Projeto de grande complexidade, a implantação do Rota 3 exigiu um alto desempenho técnico em cada etapa do processo, assegurando que não houvesse nenhum tipo de falhas ou futuros problemas na operação. Uma das atividades mais complexas foi a soldagem das seções da tubulação. Para garantir que o procedimento fosse feito da maneira mais confiável possível, o consórcio GTR-3 optou pelo Sistema Automático de Soldagem de Bandas e Bugs Multi-Processo, método inovador e inédito no Brasil em gasodutos terrestres, com diversas vantagens em relação aos métodos convencionais comumente utilizados nesse tipo de empreendimento, como maior estabilidade e velocidade na soldagem do arco, baixo índice de reparo e monitoramento eletrônico dos dados constante durante o processo.

Além da solda, outras tecnologias empregadas pelo GTR-3 foram drones e sistema de rádios RTK para estudos e levantamentos iniciais; sistema de identificação por QR code para facilitação do projeto de distribuição dos dutos na faixa; e monitoramento com câmeras, em tempo real, do teste hidrostático.

Em dezembro de 2020, o consórcio GTR-3 foi anunciado como um dos vencedores do prêmio “Melhores fornecedores Petrobras 2019”, sendo reconhecido nas categorias “Obras de Engenharia Onshore” e “Destaques de SMS – Segurança” pelos serviços prestados no Rota 3.