08/04/2019

Área de energia da Concremat desenvolve pacote de avaliação de ativos de transmissão

Atendendo à demanda do mercado, a área de Energia da Concremat desenvolveu em 2018 um trabalho inédito: a prestação de serviços de avaliação técnico-econômico-financeira de ativos de transmissão de energia, objeto de leilão de transmissão de energia. Em parceria com a área de Meio Ambiente, a equipe desenvolveu estudos que definem as melhores alternativas de traçado, análises dos riscos, soluções de engenharia e estimativas de CAPEX, servindo como base para que os clientes avaliem a viabilidade e a competitividade para concorrer nos leilões.

“Esse é o grande diferencial da Concremat. Nós somos uma das únicas casas que oferecem uma solução completa, contemplando desde os estudos iniciais de engenharia, passando pelos estudos para licenciamento ambiental e análise fundiária até a precificação final, com análise de cronograma e de riscos agregada com base em referências otimizadas”, avalia Antonio Deichmann, diretor de Energia.

Os times da Concremat ajudaram a definir e otimizar o traçado das linhas, certificando que o caminho é viável do ponto de vista socioambiental e do ponto de vista executivo. Após a adoção do traçado, a equipe de engenharia avaliou as melhores soluções de torres, definição dos cabos, análises prévias de fundações e montagem para a empreitada. A partir dessas premissas, definiram-se as quantidades necessárias de material para, então, estimar o custo de implantação do empreendimento.

No âmbito do Meio Ambiente, os estudos pré-leilão envolvem a avaliação dos traçados propostos pela Aneel para identificação das principais interferências e riscos socioambientais, como a presença de unidades de conservação, comunidades tradicionais (indígenas e quilombolas), cavidades naturais, adensamento populacional e formações vegetais, entre outras. Estas características são avaliadas através de imagens de satélite, dados secundários e incursões em campo. Adicionalmente, são consultados os principais órgãos e entidades envolvidos nos processos de licenciamento ambiental, como Ibama, Iphan, Funai e os órgãos estaduais de licenciamento. As informações são então compiladas na ferramenta SIA (Sistema de Interferências Ambientais), desenvolvida pela Concremat Ambiental em plataforma ArcGIS, para avaliação estratégica dos lotes a serem ofertados.

“Avaliamos o grau de complexidade e os prazos do licenciamento ambiental para, então, estimarmos os custos ambientais para a implantação do empreendimento. Disponibilizamos essas informações aos clientes, que conseguem visualizar espacialmente os elementos socioambientais que irão impactar o CAPEX, juntamente com as informações de engenharia” conta Josefina Kurtz, diretora de Meio Ambiente.