• 1952

    Na década de 50, o controle da qualidade do concreto no Brasil não era uma atividade sistematizada. Como forma de contribuir com a melhoria da qualidade nas construções, Mauro Ribeiro Viegas, então professor da cadeira de Materiais de Construção da Faculdade Nacional de Arquitetura, abriu o primeiro laboratório privado de controle sistêmico das estruturas de concreto e de seus materiais constituintes do Brasil. Este foi o início da Concremat.
    1952
  • 1957

    A Petrobras iniciou a construção de sua primeira refinaria, a REDUC, à época chamada Refrio, considerada até hoje a mais completa do sistema. A Concremat participou desse momento histórico fazendo o controle tecnológico do concreto utilizado ao longo das obras.
    1957
  • 1958

    O escritório mudou de nome para Sociedade Civil de Controle de Concreto e Ensaios de Materiais, o embrião da sigla Concremat, criada um ano depois. A empresa instalou um pioneiro laboratório de controle tecnológico em Brasília, para atender às obras da nova capital.
    1958
  • 1963

    Com a crise cambial que marcou a época, houve um aquecimento do mercado interno. Foi nesse período que a Concremat realizou o controle tecnológico dos materiais nas obras de construção do edifício-sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, desenvolveu serviço similar para a Petroquímica União.
    1963
  • 1968

    Na década de 1960, a Concremat iniciou a estratégia de expansão geográfica e de serviços, abrindo escritórios em várias regiões do país e passando a atuar também em supervisão de obras, estudos e projetos.
    1968
  • 1970

    O Brasil vivia a fase do "Milagre Econômico. A Concremat deu um grande salto de modernidade ao utilizar cabos externos para reforço de pontes, como a do Canal de Bertioga (SP), e sondagem sônica em estacas profundas com ultrassonografia.
    1970
  • 1972

    Supervisão, fiscalização e controle tecnológico nas obras de construção dos portos para a Petrobras . A empresa amplia as áreas de atuação, passando a prestar serviços de estudos, projetos, recuperação de estruturas e de geotecnia. Passa a denominar-se Concremat Engenharia e Tecnologia S.A..
    1972
  • 1984

    A implantação do Sistema da Qualidade Concremat e o credenciamento de seus laboratórios pelo Inmetro confirmaram o pioneirismo e consolidaram o potencial da Concremat na busca por tecnologias e processos de vanguarda.
    1984
  • 2005

    Atuando no gerenciamento dos maiores programas e empreendimentos em curso na época, a Concremat Engenharia firmou seu nome como parceira no desenvolvimento sustentável e foi escolhida “Empresa de Engenharia do Ano” pela revista “O Empreiteiro”.
    2005
  • 2009

    Foi criada a Concremat Ambiental, como consequência natural da evolução dessa área. A empresa passa a contar com um núcleo multidisclipinar totalmente dedicado a disponibilizar, para todos os seus segmentos de atuação, serviços que incorporam um alto grau de comprometimento socioambiental.
    2009
  • 2010

    A Concremat gerenciou por contrato de EPCM (Engineering, Procurement and Construction Management) as obras do Schlumberger Brazil Research and GeoScience, um centro de pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia para a exploração de petróleo, na Ilha do Fundão (RJ). O projeto foi entregue em tempo recorde e se tornou um dos trabalhos mais marcantes realizados pela Concremat nos últimos anos.
    2010
  • 2012

    A Concremat completou 60 anos como uma das maiores empresas de engenharia do Brasil, com atuação nacional e um efetivo de cerca de 9 mil colaboradores alocados em 11 filiais e contratos. Presente nos principais projetos de desenvolvimento, com atuação destacada em diversos segmentos da economia, a Concremat expandiu a atuação também no mercado ambiental, social e internacional, tanto da iniciativa pública quanto da privada.
    2012
  • 2015

    A Concremat Engenharia foi contemplada, junto com o cliente BMW Group, com o primeiro lugar no prêmio alemão German Project Excellence Award pela excelência no gerenciamento de projetos na construção da fábrica brasileira da montadora.
    2015